várias

Piadas curtas ...



1. Presenciei no Chat da Afaban Sorocaba:

pixo - Aqui é a turma dos enta.... tudo boa gente ...he he he...
poli - Então tô dentro, tenho novENTA....Ah Ah Ah.
pixo - Com este "nick", pensei que tivesse milênios....
poli - Então, noventa milênios!!!!

2. O cara sofria de amnésia e procurou um médico:

- Doutor, estou com uma terrível amnéssia.
- Desde quando?
- Desde quando, o que, doutor?

3. O caipira foi ao médico:

- Doutor, antes de mais nada, queria ddizer-lhe que fui ao farmacêutico, primeiro.
- Ah é? E que besteira ele mandou fazeer?
- Disse que era para procurar o Sr.

4. A boazuda e o coroa, no motel:

- Você acredita que nunca nenhum homemm dormiu comigo?
- Ah, vai querer me enganar que eu souu o primeiro?
- Se dormir, sim.

5. O português presenciou uma cena de estupro e contou ao juiz:

- Meritíssimo, o tarado abriu a braguiilha e colocou prá fora o, o ..., o...
O juiz querendo ajudar:
- O órgão?
- Bem, desculpe, mas prá mim pareceu mmais um clarinete.

6. O turco disse ao filho:

- Vai até a casa do Salim e pede a furradeira emprestada.
O filho foi e voltou de mãos vazias:
- Pai, o Salim falou que a furadeira eestá quebrada.
- Tá bom, tá bom, filho, então vai peggar a nossa mesmo.

7. O obstetra ao pai "fresco":

- Meu amigo, tenho duas notícias: uma boa e outra ruim, qual primeiro?
- A boa, dr.
- Como você queria, nasceram 2 meninoss, com muita saúde e 4,5 kg cada um.
- E a ruim?
- Não foi cesariana.

8. O casal de ceguinhos

Um casal de ceguinhos se casa. Na lua-de-mel o ceguinho combina com a ceguinha:
- Meu amor, quando você quiser fazer ssexo , você puxa duas vezes o meu pau.
- E quando eu não quiser , benzinho? - Puxa cinquenta vezes de forma bem riitmada.




O Pai de Santo



Um fazendeiro, ao ver seu gado morrer de uma doença misteriosa, resolveu chamar o Pai de Santo para fazer um "trabalho" para tentar salvar seu rebanho.
O Pai de Santo, muito safado, disse que para resolver o problema precisaria ficar a sós com a mulher do fazendeiro (que era muito bonita).
Eles entraram no quarto e o Pai de Santo pediu para a mulher tirar a roupa. O fazendeiro, que ficou olhando pelo buraco da fechadura quase ficou louco, mas, como era muito ganancioso, ficou calado.
O Pai de Santo disse:
- Mão na canela para salvar as "vaca aamarela". E colocou a mão na canela da mulher.
- Mão na coxa para salvar as "vaca moccha". E colocou a mão na coxa da mulher.
- Mão na virilha pra salvar as "novilhha".
O fazendeiro vendo aquilo gritou:
- As "vaca preta" e os "boi zebu" vocêê pode deixar morrer tudo.


Louco por papagaio ...



Dois amigos se encontram.
-Ô, rapaz, foi bom te encontrar. Como é que foram as duas semanas de férias? Foi tudo bem na minha casa de campo? Valeu eu ter te emprestado as chaves?
-Ah, foi tudo ótimo. Só teve um probleeminha: seu papagaio morreu.
-Como? Meu papagaio! Meu papagaio que veio da Amazônia! Que me custou uma fortuna! Como foi?
-Olha, ele morreu porque comeu carne dde cavalo estragada.
-Que carne de cavalo estragada?
-Dos seus cavalos. Eles morreram de caansaço puxando uma carroça de água pra casa.
-Meus cavalos de raça! Meus cavalos prremiados! Pra que eles estavam puxando uma carroça de água?
-Pra apagar o fogo.
-Que fogo, meu Deus?
-Da sua casa. Ela pegou fogo.
-Minha casa de campo? A casa que eu leevei anos para construir! Como e que ela pegou fogo?
-Bom, uma vela caiu bem na cortina; daa cortina pra casa, foi um instante.
-Mas pra que a vela se a casa tem elettricidade?
-Você há de convir que um velório ficaa muito mais bonito com velas.
- Que velório?
-Ah, esqueci de te dizer. O velório erra da sua mulher. Ela chegou lá de madrugada sem avisar, eu achei que era um ladrão e atirei nela.
-Ah, meu Deus...
O sujeito nao aguentou. Completamente desesperado, caiu duro no chão.
-Porra. Este cara é louco por papagaioo ...



Volta para humor