Terrorismo


Nova resolução da ONU deixaria em risco inspeção no Iraque

Fonte:GloboNews - Terça-feira, 01.10.2002


VIENA - Fontes próximas às negociações entre inspetores de armas das Nações Unidas e autoridades iraquianas, que terminaram nesta terça-feira em Viena, disseram estar preocupadas com o futuro da missão no Iraque. Segundo elas, uma nova resolução do Conselho de Segurança da ONU proposta pelos EUA e a Grã-Breanha poderia levar a inspeção ao fracasso, afirmou a BBC.

De acordo com as fontes citadas pela rede britânica, uma nova reolução seria prejudicial ao bom andamento da missão em dois aspectos. Primeiramente, a resolução permitiria que os cinco membros permanentes do Conselho de Segurança - EUA, Grã-Bretanha, França, Rússia e China - recomendassem que locais deveriam ser vistoriados pelos inspetores da ONU. Além disso, esses países poderiam ter membros de seus governos na comissão de inspeção no Iraque - o que afetaria a credibilidade da missão da ONU perante os olhos de Bagdá.

Nesta terça-feira, no segundo e último dia de discussões em Viena, autoridades iraquianas se mostraram resistentes quanto à possibilidade de que os inspetores de armas tenham acesso ao palácios do presidente Saddam Hussein.

O vice-presidente do país, Taha Yassin Ramadan, manifestou oposição à entrada dos inspetores nos palácios presidenciais e condenou o possível estabelecimento de uma nova resolução.



Voltar