Terrorismo


Aliados procuram restos de Bin Laden em cavernas

Fonte: Veja Online - 07 de maio de 2002


Centenas de homens receberam a missão de escavar túmulos e covas para recolher amostras de DNA nas cavernas do Afeganistão e descobrir se o líder da Al-Qaeda morreu durante as batalhas de dezembro. Não encontraram nenhuma pista do terrorista



As tropas de coalizão dedicaram-se nos últimos três dias a uma nova e curiosa etapa da guerra contra o terrorismo no Afeganistão. Centenas de homens receberam a missão de escavar túmulos e covas com o objetivo de recolher amostras de DNA nas cavernas de Tora Bora para tentar descobrir se os líderes da Al-Qaeda, Osama Bin Laden, e do Talibã, Mulá Omar, morreram durante as batalhas ocorridas na região em dezembro.

Cerca de 400 soldados canadenses e um grupo de investigadores militares americanos foram convocados para a tarefa. As amostras encontradas serão analisadas e os resultados serão comparados com material colhido de familiares dos procurados. Durante as buscas, as tropas de coalizão tiveram que reabrir pelo menos um dos complexos de cavernas, fechados depois dos combates de dezembro.

O capitão canadense Philip Nicholson, que coordenou as escavações, disse que as covas haviam se tornado um local sagrado desde que combatentes da Al Qaeda foram enterrados lá no final de dezembro e que se suspeitava que Bin Laden pudesse estar entre eles. "Não achamos ninguém que tivesse um metro e noventa e cinco de altura", disse Nicholson, referindo-se à altura de Laden.

O Exército canadense afirmou que também foram encontradas "informações substanciais" que podem ajudar no planejamento de futuras missões no Afeganistão. Ao final das buscas, as forças de coalizão voltaram a destruir diversos abrigos subterrâneos, incluindo um dos principais complexos de cavernas da região.



Voltar