Terrorismo

 

Bin Laden grava vídeo e diz que Fim dos EUA está próximo
Quinta Feira - 27.Dez.2001
Fonte: Veja Online


AFP

Laden: discurso de 34 minutos


A rede de televisão Al Jazira, do Catar, transmitiu nesta quinta-feira o vídeo na íntegra do mais recente discurso de Osama Bin Laden. Nos 34 minutos de gravação, o terrorista saudita disse que os Estados Unidos vão entrar em colapso em breve. Em tom desafiador, ele afirma que os ataques de 11 de setembro contra os americanos foram abençoados e chama mais uma vez os muçulmanos para uma jihad.

"O fim dos EUA está iminente, independentemente se Bin Laden e seus seguidores estão vivos ou mortos, porque o mundo muçulmano acordou", diz o saudita na gravação. Ele ainda classificou a nação americana de "frágil". "É importante atingir a economia (dos EUA), que é a base do poder militar. Se a economia for atingida, eles vão começar a se preocupar", acrescenta.

No vídeo, o dissidente saudita ainda se refere aos seqüestradores dos aviões como "19 jovens que balançaram o trono da América". Ele revelou também a nacionalidade de todos eles: eram cidadãos de países árabes - 15 deles sauditas.

Na quarta-feira, a TV Al Jazira divulgou cinco minutos do trecho do vídeo, supostamente gravado há duas semanas, em que o terrorista diz que o Ocidente tem ódio do Islã e que os atentados tiveram como meta forçar o fim do apoio da Casa Branca a Israel. O editor-chefe da Al-Jazeera, Ibrahim Hilal, disse que a emissora recebeu a fita "há alguns dias" de um serviço de mensagens do Paquistão.

A divulgação do novo vídeo de Laden não preocupou muito o Pentágono, que tratou o assunto com indiferença.
A Casa Branca classificou de "propaganda terrorista". "Isso não é nada mais do que o mesmo tipo de propaganda terrorista que já ouvimos antes", disse um porta-voz da Casa Banca, Scott McClellan.

No vídeo, Laden aparece cansado, com sinais de envelhecimento. A barba está mais branca e seu rosto muito magro. Especialistas acham que ele está ferido, porque não mexia o braço esquerdo durante a gravação.

Ao fim do seu pronunciamento Laden declamou um poema em homenagem aos militantes que morreram nos atentados do dia 11 de setembro:

"Confirmo que foram mais cortantes do que um sabre,
Oh, quantas dificuldades superaram com ardor,
Ofereceram sua alma a Deus,
Foram sorridentes para a morte quando a espada os assediava,
Quando a noite cai e uma fome voraz nos morde,
Quando o sangue se verte em nossa pátria e o tirano faz estragos,
Quando o tinir dos sabres e os cavalos desaparecem do campo de batalha,
Quando o rufar dos tambores suplanta os suspiros de agonia,
Suas tormentas devastam os edifícios do tirano,
Dizendo-lhe: nossos ataques não cessarão enquanto não tenhas abandonado nossas terras"




Voltar