Terrorismo

 


EUA e grupos afegãos isolam Talibã em Kandahar
Terça-Feira - 04.Dez.2001
Fonte: Veja Online


Quarta-feira - 04.Dez.2001 - Os bombardeios abriram caminho para um ataque terrestre contra o aeroporto, cuja conquista é fundamental para a tomada da cidade. A estratégia dos soldados será invadir as casas - uma por uma - atrás de líderes talibãs. Estima-se que 75% da população tenha deixado Kandahar desde 7 de outubro, dia do início dos ataques ao Afeganistão.

Com a intensificação dos bombardeios contra Kandahar, os Estados Unidos acreditam estar cada vez mais perto de uma invasão ao quartel-general do Talibã na cidade, ao sul do Afeganistão. Segundo o major James Bo Higgins, da 15ª Unidade Expedicionária Marine, a campanha contra Kandahar atingiu "o ponto culminante". Prevendo combates nas ruas, o líder do Talibã, mulá Mohamed Omar, convocou seus homens a lutar até a morte. Estima-se que 75% da população tenha deixado a cidade desde 7 de outubro, data do início dos ataques dos EUA ao país.

Os bombardeios já abriram caminho para um ataque terrestre de combatentes tribais anti-Talibã contra o aeroporto. Pelo menos onze estrangeiros que integravam a Al Qaeda, organização do terrorista Osama bin Laden, teriam morrido nas últimas ações. A conquista do aeroporto de Kandahar, que já recebeu vôos internacionais, é considerada fundamental para a tomada a cidade porque permitirá o envio de reforços e suprimentos.

Soldados americanos vão entrar na cidade junto com grupos de oposição afegãos. Oficiais revelaram que a estratégia será invadir as as casas - uma por uma - atrás de líderes talibãs. P
ara impedir a aproximação dos inimigos, comboios de veículos blindados foram deslocados para patrulhar o deserto. O secretário de Defesa dos EUA, Donald Rumsfeld, declarou que os aliados estão entrando na fase mais perigosa do conflito. Os americanos contam com o apoio de forças da Inglaterra, Alemanha, Austrália e França.

O governo americano acusou o Talibã de usar civis como escudos humanos. Membros do antigo regime afegão estariam fazendo disparos de artilharia antiaérea em regiões povoadas. "Vários mísseis foram disparados por tropas talibãs com o objetivo de provocar ataques contra áreas civis", afirmou Kenton Keith, porta-voz da coalizão anti-terror no Paquistão.

Ataques inúteis - Apesar de as forças aliadas garantirem que estão prestes a tomar Kandahar, o Talibã afirma que os ataques americanos têm sido inúteis. "Todos os talibãs estão seguros. Os bombardeios estão apenas levando miséria à população", declarou Maulvi Najibullah, um dos líderes do Talibã na cidade. Mas segundo o jornal paquistanês The News Internacional, a situação é bem diferente. Cercados e sem comando, os talibãs estariam debilitados por causa da destruição de seus sistemas de comunicação.



Voltar